O que é Chola?

01:02:00

Muito se vê em filmes e clipes de cantoras famosas uma certa apropriação ou referência à estética chola





O "esteriótipo moderno" de chola, esteticamente falando é composto por sobrancelhas finas, olhos bem marcados, regatas, brincos de argolas douradas e calça estilo baggy Dickie.


Essa estética foi criada por jovens méxico-americanas marginalizadas do Sul da Califórnia. O estilo foi usado como uma forma de "sobrevivência" na sociedade racista. Além de ser uma cultura que lida com violência, gangues e pobreza. 


Entretanto, para entender essa subcultura é preciso ir um pouco mais a fundo na história, principalmente nas comunidades latinas dos EUA entre as décadas de 20 e 40 em que mais de 2 milhões de pessoas com ascendência mexicana foram removidas do país, mesmo sendo americanos. Suas casas também eram roubadas e os moradores eram obrigados a vender suas terras.

Foi nesse momento de repatriamento mexicano que as pachucas, antigas cholas, começaram a aparecer nos arredores de Los Angeles. Pachuca é uma versão masculina de Pachuco, adolescentes também méxico-americanos que usavam os famosos ternos zoot com calças de cintura alta.


As pachucas também refletiam esse estilo não-conformista. O cabelo era feito como uma "colméia bufante" e maquiagem pesada. Era uma forma de rebeldia em relação a beleza mainstrem, além de desafiar o gênero quando além de usarem os famosos zoot suit também usavam calças.


Na década de 40 os pachucos eram muito atacados por militares brancos por não serem considerados patriotas. Essas brigas de rua ao invés de reprimirem os pachucos por conta da xenofobia americana, só fortalecia o desejo deles de resistirem ao preconceito.


Muitos dos primeiros cholos eram filhos de trabalhadores rurais, com pouca educação ou conhecimento. A transição do visual pachuca para o que conhecemos hoje como chola mais inspirado nas gangues aconteceu entre os anos 60 e 70. A estética da garota méxico-americana da periferia passa a ser atrelada a estilo, atitude e principalmente orgulho. Começa a surgir o estilo "Olhe para mim, mas não mexa comigo."



Chola significa mestiço, principalmente da mistura do índio andino com as linhagens europeias. Na América do Sul, principalmente na Bolívia e no Peru o termo chola tinha um sentido pejorativo, que fazia referência as mulheres nativas que se mudavam para a cidade grande e perdiam suas tradições, se rendendo ao estilo urbano, mas hoje é sinônimo de orgulho. O visual dessas cholas é composto por chalé nos ombros, roupas coloridas e um chapéu.


Mas entre os anos 60 e 70 também foi atrelado como gíria as "gangues méxico-americanas", que esteticamente usavam camiseta xadrez sobre blusa branca, calça e óculos escuros. Eles também valorizavam o conceito de família, eram orgulhosos e defendiam sua identidade. A lealdade entre amigos também era algo muito importante. Entre os gostos, estavam ir à exposição de carros, a valorizam do lowrider cars e música, principalmente o rap chicano.


Hoje a cultura chola continua sendo valorizada. Marcas como Bella Doña e Bandida Clothing se inspiram nesse estilo para produzirem suas peças. Algumas garotas também têm se identificado com o estilo e se orgulham de honrar e deixar a história viva, que mais do que estética possui um tom político.


No Brasil essa subcultura tem tido uma representante, já conhecida de muitas vocês Helô Piercier.


E a vocalista Cherry Rat da banda Cherry Rat e os Gatunos fez a música "Rockachola Dolls" no seu novo álbum "Boop to the Hell" em homenagem ao grupo PMM (Pink Mink Mafia), o qual ela faz parte, e que também possui uma marca de roupas que valoriza e se inspira na cultura rockabilly e no estilo chola.



Gostou de saber mais sobre a cultura chola? O próximo post será uma inspiração atual sobre uma linda pachuca. Aguardem e digam o que acharam do post nos comentários.

Você também vai curtir

25 comentários

  1. Olá...
    Que bacana, este post...
    Não sabia desta curiosidade...
    Parabéns pelo o trabalho...
    Até, mais...
    JaqueVirtual...
    http://jaquevirtual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Jaque, quanto mais pesquiso, mais descubro coisas rs

      Excluir
  2. Adorei esse post Daise! Muita informação bacana.
    bjkas

    ResponderExcluir
  3. Amei saber mais sobre essa cultura que sempre tive curiosidade de conhecer, mas nunca conseguia achar algo que explicasse tão bem! E ah, a Helô Piercer é linda, ela tem que voltar com os videos! Bjs

    ResponderExcluir
  4. O termo "chola" também é utilizado em outros países pra mulheres indígenas ou de origem indígena. Na Bolívia e no Peru é muito usado e a estética é bem diferente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Lua, bem observado, por isso acabei levando mais para o que se formou como "gíria", mas o adendo é válido sim, posso atualizar esse post ou criar um novo :)

      Excluir
    2. Aeee! Adorei! ♥ Gosto muito desses posts. Aliás, vi a foto da Helô e ela lembra muito a Yma Sumac! @_@

      Excluir
  5. Nossa, amei esse post!!! Super explicadinho, muito bem escrito, adorei saber mais a respeito, ótimas imagens e referências, post inspirador!!! <3

    Parabéns!!

    Bjus
    www.misscherry.com.br

    ResponderExcluir
  6. Que texto interessante! Muito embora eu já houvesse lido algo sobre a subcultura chola, muitas das imagens e informações foram inéditas a mim. Acho incrível como a mídia consegue, muitas vezes, ofuscar o teor político e a luta feminina que permeia a história de modas e tendências através dos tempos. Creio que a subcultura chola tenha sido banalizada, nos últimos tempos, e tornar a aparência um ato político virou tarefa quase obsoleta.
    Parabéns pela matéria!

    Rafaella.
    http://imperioretro.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Rafa, muito de todas as subculturas tem sido banalizadas, principalmente pelos fatores estéticos. Ver um subcultura crescer é sempre bom, ruim é quando cresce de maneira deturpada, realmente.

      Excluir
  7. Adorei esse post, super explicativo!

    Cherry Rat <3

    ResponderExcluir
  8. Excelente texto Daise! Eu já li sobre a cultura chola, já até escrevi, mais tipo umas 4 linhas e só kkk. Não tão completo e com referências como o seu. Sem contar as imagens, muitas eu nem conhecia. Gostei muito, já favoritei <3 Ps: Tô adorando as matérias!

    Beijos, Pri
    http://vintagepri.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura Pri? Eu não vi esse post seu. Mas é bom que sempre vamos aprendendo mais e mais né?

      Excluir
  9. porraa!!

    olha q bacana!!

    adorei!!!

    Gabb oia nois ai!!

    PMM Family <3

    ResponderExcluir
  10. Adoreiii!!!

    Porra!!

    Gabb oia nois ai!!

    PMM Family <3

    ResponderExcluir
  11. Ameeeeei! Post Super completo Daise, Parabéns! Já me bateu a inspiração hehe *-*

    ResponderExcluir

Leituras de uma Mente Flutuante

Na Tela de uma Mente Flutuante

Delírios de uma Mente Flutuante

Subscribe