A importância da subcultura [Vintage e Retrô]

22:52:00

Como definição a subcultura é um segmento da sociedade que se diferencia e se opõe aos padrões de uma sociedade maior. É uma cultura dentro de outra cultura onde ambas caminham paralelamente de forma que o indivíduo busque compreender um universo paralelo ao que ele vive.

As subculturas são importantes porque elas funcionam como válvulas de escape para aquilo que estamos acostumados/obrigados a absorver. Não importa onde se enquadra essa subcultura, ela vai além dos esteriótipos da estética, nos mostra o mundo com um novo olhar, onde é possível ter diferentes aprendizados e novos estilos de vida em relação aquilo que nos é imposto, fugindo da cultura dominante, do modismo, dos padrões e das tendências.


Em relação a subcultura vintage e retrô, ela tem ganhado cada vez mais adeptos. Mas, essa cultura não está relacionado apenas as roupas ou objetos relacionados há uma determinada época. Viver essa subcultura é algo comportamental, ligada a estilo musical, lugares, artistas e todo um estudo histórico.

O vintage é nostálgia. É praticamente querer viver em uma época em que não estivemos presentes e as influencias passadas estão refletindo cada vez mais no nosso cotidiado, surgindo assim o movimento retrô.


Explicando brevemente, antes de continuar:

Vintage é tudo aquilo datado de uma determinada época. Uma peça pode ser considerada vintage caso ela tem que ter no mínimo 20 anos.

Retrô é uma releitura do que existiu anos atrás. É algo criado agora, com inspiração no passado.

Mas, ambas valorizam o que passou como algo que foi importante na história.


Podemos dizer que grande parte dessa busca pelo passado se dá pelo fato de que muitas pessoas não estão mais aceitando o que nos é imposto atualmente, é como se a sociedade estivesse estagnada e não estivesse nos proporcionando mais nada de novo. A cultura já foi mais intelectualizada, a política já foi mais fiel e a música já foi mais complexa. Não há mais novidade no novo, ele não nos surpreende mais.

Buscamos no passado, aquilo que não nos é proporcionado. Além da modernidade e do avanço muito rápido da tecnologia, às vezes queremos nos encontrar em algo mais calmo, em um passado que apesar das dificuldades, parecia ser mais simples e prazeroso de se viver.

Para compreender um pouco mais sobre o crescimento da cultura retrô, veja esse post sobre a Indústria Retrô e a web 2.0.


É diante dessas circunstâncias que acredito que a subcultura vintage e retrô têm ganhado cada vez mais espaço e merecem ser muito mais exploradas, para que as pessoas conheçam origens, estudem sobre a história de certas coisas e não aceite o que nos é imposto, porque a verdade nem sempre está naquilo que nossos olhos veem.

E você, o que busca no universo paralelo da cultura vintage e retrô?

Você também vai curtir

2 comentários

  1. Adorei seu post! Aliás, adorei seu blog. Posso compartilhar alguns dos seus textos no meu grupo de Mulheres no Facebook? Prometo que, como uma boa bibliotecária que sou, indicarei sua autoria. Aguardo resposta. Ótima tarde.

    ResponderExcluir

Leituras de uma Mente Flutuante

Na Tela de uma Mente Flutuante

Delírios de uma Mente Flutuante

Subscribe